<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?ev=6021674678992&amp;cd[value]=0.01&amp;cd[currency]=BRL&amp;noscript=1">

Site: como reduzir a taxa de rejeição e aumentar as conversões

Por: Agência Inbound 24/nov/2016

Tempo de leitura:



Ao longo do tempo, não receber no site a quantidade de visitas esperadas pode ser frustrante. Mais frustrante ainda, no entanto, é ver que o público visita suas páginas, mas abandona em poucos segundos: a tão famosa taxa de rejeição.

Como o próprio nome já diz, a taxa de rejeição (ou bounce rate) é o indicador responsável por medir quantos usuários abandonam uma página após poucos segundos de navegação. Medir o Bounce Rate é fundamental para saber o que pode melhorar no seu conteúdo ou performance para aumentar as conversões.

Aprenda a calcular a taxa e outras dicas importantes para reverter os resultados.

O que você precisa saber sobre a taxa de rejeição

Como falamos, essa métrica apura o número de usuários que visitam a página de um site e saem em pouco tempo. E se o usuário não está confortável ao acessar um website, não continuará sua participação nas etapas do funil de vendas, processo essencial em uma estratégia de inbound marketing.

Hoje, contamos com softwares como o Web Analytics, Google Analytics, entre outros, para uma análise contínua dessas taxas, proporcionando números para sua estratégia. Já pensou em acompanhar mais de perto essas métricas?

Causas mais comuns de rejeição

Existem diversos fatores que podem elevar a taxa. O mais comum é atrair o tipo errado de tráfego para a sua página (ou seja, usuários que não resultarão em conversão). Em outros casos, porém, a taxa de rejeição se eleva mesmo com o tipo certo de tráfego visitando o site. Vamos entender o porquê:

  • No primeiro caso, usuários que não se identificam com o seu negócio  acessam o site e não encontram ali a possibilidade de suprir uma demanda por meio de uma solução. Em outras palavras, esses usuários sairão rapidamente da página para buscar uma outra que atenda às suas demandas.

  • No segundo caso, é possível que o problema do seu usuário seja resolvido rápido demais e ele não veja outros atrativos, fator que o fará abandonar sua página da mesma maneira. Geralmente, esse fenômeno acontece com usuários que apenas compram o produto, e não a marca como um todo.

Atualmente, uma forma eficiente para diminuir essa taxa é investindo em Conversion Rate Optimization.

Afinal, como reduzir a taxa?

  • Deixe seu site visualmente atraente

Quando falamos em um site de qualidade, design significa credibilidade. Enquanto nas lojas físicas um ambiente mal projetado pode ser contornado pela habilidade de um bom vendedor (que tem contato direto com o cliente), nas lojas virtuais isso não acontece. Na Internet,  fatores como o design e conteúdo do site podem fazer com que o usuário não se sinta à vontade para realizar uma compra, indo em busca de um concorrente.

Seu produto pode até suprir uma demanda do seu visitante, mas se os gráficos da página são ultrapassados, seu layout do site está desorganizado e seu conteúdo não é relevante, sua marca perde credibilidade e o cliente não realiza a conversão. Por isso, invista em um bom projeto de design e certifique-se de deixar seu website o mais intuitivo possível.

Como começar com um design universal.
  • Facilite a navegação

Problemas de programação ou de comunicação podem prejudicar a navegação no seu site. Se o seu website apresenta algum desses problemas, corrija-os o mais rápido possível: deixá-lo com problemas transmite desleixo para os usuários, aumentando as possibilidades de rejeição.

Do ponto de vista da programação, existem alguns aspectos importantes a serem considerados. Os anúncios pop-up, por exemplo, podem contribuir fortemente para que as pessoas desistam de permanecer no seu site. Também é possível que o site esteja demorando pra carregar, fator que irrita os usuários que procuram por experiências dinâmicas e eficientes, e nessa hora aparecem as taxas de abandono (se for igual ou superior a 40%, comece a se preocupar). Por último, links não funcionais ou erros na página fazem o visitante desistir prontamente da exploração.

Do ponto de vista da comunicação, não projetar um caminho rápido e intuitivo para que o cliente resolva seu problema é igualmente problemático. O usuário pode se sentir frustrado por não conseguir identificar qual caminho vai seguir, associando sua experiência na página a essa sensação.

Enquanto os erros de programação só podem ser resolvidos por um profissional da área, a resposta para os problemas relacionados à comunicação está ao seu alcance. Para resolvê-los, basta contar com as ferramentas adequadas: use softwares que indiquem onde houveram mais cliques no seu site para mapear, por exemplo, quais links geram mais interação antes da rejeição total. É possível até mesmo traçar um caminho feito pelo usuário que abandona a visita. Assim, você terá uma ideia mais clara do que pode ter influenciado sua decisão de sair do site, podendo, então, tomar as devidas providências para melhorar esses fatores.

  • Atenda às expectativas do visitante

Não existe nada pior do que alguém que não cumpre suas promessas. Com as empresas no mundo online, isso não é diferente: se a sua landing page aponta para uma página diferente do que o seu anúncio promete, o usuário provavelmente não realizará a conversão. Para que isso não aconteça, é preciso conhecer as expectativas dos seus clientes.

Use o Google Analytics ou outros softwares especializados para descobrir quais termos os visitantes utilizaram para chegar até o seu site.  Se o seu site estiver atraindo usuários por meio de uma palavra-chave que não necessariamente se relaciona ao seu negócio, ou por um motivo diferente do projetado para a sua estratégia, sua página não será considerada relevante e acabará sendo rejeitada pelo usuário. Através dessas ferramentas, também é possível descobrir se a entrada foi a partir de um anúncio ou de outro website.

Outra alternativa é abrir uma caixa de diálogo logo na página inicial, perguntando ao seu visitante o que ele está buscando. Isso será capaz de norteá-lo pelo site com eficiência, ajudando-o a resolver seu problema e fornecendo a ele uma boa experiência no seu site.

Percebeu como é importante ficar de olho na taxa de rejeição para melhorar as conversões de seu website? Conhece alguém que precisa de dicas para melhorar essa métrica? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais e ajude outras empresas a terem sucesso com o site.


New Call-to-action
Agência Inbound

Agência Inbound

Deixe seu comentário :)

New Call-to-action
Cases | Agência Inbound
Share